terça-feira, agosto 17, 2010

42 Metros de Sucuri

.
.
.
Franco Banfi, dentro da água, fotografa de perto a segunda sucuri
que encontramos em nosso caminho até agora.
Foto: © Daniel De Granville, 2010


Pelas próximas semanas estou trabalhando com o suíço Franco Banfi e o tcheco Jiří Řezníček, renomados fotógrafos especializados em imagens subaquáticas que vieram ao Brasil com a meta de fotografar sucuris, arraias de água doce e botos-cor-de-rosa. Para isto, durante 21 dias vamos explorar rios no Cerrado, nas bordas do Pantanal e na Amazônia. Além deles, nos acompanham Shaowen e Jana, também entusiastas da fotografia e apreciadores de aventuras na natureza.

***

Eram quase oito da manhã quando saí de casa com um objetivo pouco comum: encontrar sucuris se aquecendo na beira do rio. Após uma sequência de noites muito frias, o termômetro lá fora marcava 12 graus como temperatura mínima da madrugada anterior, e o sol brilhando forte, ainda próximo ao horizonte, prometia um dia mais quente. Perfeito para minha missão.

A primeira etapa da nossa expedição começou aqui em Bonito, sempre com a presença imprescindível do Juca Ygarapé e nosso fiel escudeiro Dudu. Se o desafio de encontrar as serpentes deixava eu e Juca tensos nas semanas anteriores à chegada dos nossos clientes, com a possibilidade de não conseguir cumprir com as expectativas da equipe, o dia inicial de campo serviu para nos fascinar e tranquilizar. Afinal, já nas primeiras horas de nossa aventura – que incluíram descer cachoeiras com um barco lotado de equipamentos pesadíssimos e caríssimos, passar por baixo de troncos caídos, caminhar pelo capim-navalha e aturar os borrachudos que insistem em quebrar o clima bucólico do ambiente – encontramos duas enormes sucuris-amarelas em condições perfeitas para o nosso trabalho.


A casa da sucuri...
Foto: © Daniel De Granville, 2010

Mais aliviados com a sensação de dever cumprido (ainda que nossos exigentes fotógrafos não considerem ter conseguido a foto ideal, o que nos levará amanhã ao mesmo lugar), prosseguimos com as atividades e os encontros com estas serpentes foram se sucedendo. A tal ponto que, após a sexta sucuri avistada, passamos a computar nosso sucesso em metragem total de sucuris (42 metros, até o momento).


... e a dona da casa!
Foto: © Daniel De Granville, 2010


Vale lembrar que, devido à dificuldade de avistagem que normalmente estes animais representam e pelo fato de ser o objetivo mais importante da viagem, 70% do nosso tempo em Bonito havia sido reservado para buscá-las. Como tivemos uma taxa muito grande de sucesso já nos primeiros dias, resolvemos investir no segundo bicho de nossa lista, as arraias de água doce. Aqui, novamente, sucesso e meta (quase) atingida, afinal encontramos vários destes peixes posando para Franco, Jiří e companhia no fundo do rio.

Franco se diverte com uma arraia rodeada de peixinhos...
Foto: © Daniel De Granville, 2010

Em resumo, estamos no dia 9 da expedição e já encontramos dois dos três animais principais procurados por nossos clientes, o que significa mais tempo para conseguir fotos ainda melhores e explorarmos outras belezas naturais que estas regiões oferecem, como jacarés, araras, montanhas, grutas e rios cristalinos repletos de peixes. Daqui a alguns dias é hora de partir para o Mato Grosso e, finalmente, para a Amazônia. Aguarde as novidades!

Além de sucuris, arraias e jacarés, o programa inclui
relaxantes mergulhos em rios cristalinos repletos de vida.
Foto: © Daniel De Granville, 2010
.
.
.

35 comentários:

  1. Vida dura, hein? Que inveja...

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Anônimo09:21

    Que linda a dona da casa :)
    Beijos,
    Débora.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns cara, pela coragem e por essas fotos maravilhosas. Certamente um dia inesquecível.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns cara, pela coragem e por essas fotos inesquecíveis.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo15:14

    Cara... minha admiração é ainda maior porque dentre todos os animais e répteis o que mais me aparova é a sucuri... é um animal que, se Deus quiser, nunca vou conhecer pessoalmente.

    ResponderExcluir
  6. Monique Ribeiro15:25

    Uau!! Em que rio de Bonito foi encontrada essa sucuri?
    Abraços e parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
  7. Uau!! Em que rio de Bonito foi encontrada essa sucuri?
    Abraços e parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
  8. Anônimo16:08

    Muito mara, que inveja mesmo..... Linda cobraaaaa, cheguei a me arrepiar... Parabéns pelo trabalho e pela coragem... Que existam mais pessoas como você, que ao invés de destruit ou caçar possam mstrar aos mais novos a beleza do mundo.... Abraço

    ResponderExcluir
  9. Parabéns "DANIEL", não sei pq. mais sempre fui super fanicada em cobra e ver esse blogger com essa sucuri me fascinou mais ainda.
    Bjs. Thania

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Olá a todos (Camila, Débora, Alex, Monique e Thânia). Muito obrigado pela visita e comentários! Quem sabe um dia algum de vocês se interessa por ficar no lugar deste fotógrafo... :-)

    Abraços, Daniel.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo16:55

    caraca, quem conhece a força e violencia da "sucuri" não faz o que esse moço fez, certamente ele não tem noção do que fez, não faça isso de novo!!! joão bosco de ribeirão

    ResponderExcluir
  13. Acho o trabalho fascinante, mas vcs poderiam postar o tamanho da maior serpente encontrada, a reportagem atrai os leitores só pela beleza, acho que não é necessário fazer esse tipo te atrativo para que os leitores acessem o blog.

    ResponderExcluir
  14. a reportagem atrai os leitores pela sua beleza, acho que faltou o tamanho da serpente, não somente o total, não precisam desse tipo de chantagem para atrair expectadores! publiquem...

    ResponderExcluir
  15. Prezado Daniel, me chamo Clemente Coelho Junior e conheci Bonito a muito tempo atrás, quando o ecoturismo estava chegando na regiào. Fui guia por algum tempo, de uma empresa que explorava esse tipo de atividade. Sempre saindo de São Paulo com grupos de alunos e visitando a região por 5 a 7 dias. Bem, numa dessas visitas, filmei (não tenho mais o vídeo infelizmente) uma sucuri no rio de mesmo nome, junto com um guia local. Tirei poucas fotos, com pouca qualidade claro (devo ter os negativos ainda). Esse material deixei com a empresa local e o gui (não me pergunte o nome de ambos) e isso gerou muitas histórias na região. Na época por conta desse "pioneirismo" em tirar a foto e filmar a cobra, acabaram por batizá-la com meu nome, ou quase, Clementina (inspirado numa música do nosso ilustre deputado Tirica, se não me falha a memória). A sucuri estava com seus filhotes, toda enrolada na beira do rio. Chegou a vir de encontro ao bote (havia passado mergulhando momentos antes por esse local) e desapareceu no leito do rio. Os filhotes ficaram no mesmo local, "desamparados". Bem isso é apenas uma história, que resgatei após ler a matéria. Parabéns pelo belo trabalho e estarei na torcida que tenha filmada a Clementina. Sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  16. Rapaz... fiquei espantado com tamanha coragem para fotografar esta fascinante e poderosa sucuri!!! Parabéns!!!! Trabalho deslumbrante!!!!

    ResponderExcluir
  17. Rapaz.. fiquei impressionado e espantado com tamanha coragem para fotografar e filmar esta espetacular sucuri!!!! Parabéns!!!! Simplesmente sensacional!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá Woody, tudo bem? Primeiramente é importante deixar claro que eu não tenho controle sobre a forma de divulgação que está sendo feita do meu blog, após a exibição das imagens. Sinceramente não tenho interesse em atrair visitas por meio de "chantagem" ou algo assim. Sobre o tamanho das sucuris, o único parâmetro que temos é o tamanho do barco que foi utilizado (7 metros). Em uma das situações, uma das serpentes nadou por baixo da embarcação e quando sua cabeça estava na proa, ainda tinha uma ponta de rabo por fora da popa (foi possível ver isto de dentro do próprio barco). Então, certamente tinha mais de 7 metros! Espero ter esclarecido tua dúvida, abraços e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  19. Oi Clemente, muito legal e curiosa a sua história! Só faço uma observação: pelo seu relato, é possível que não fossem filhotes, mas sim machos em época de acasalamento. Nesta espécie de serpente os machos são bem menores que as fêmeas e, quando chega o período reprodutivo, dezenas deles se juntam atrás de uma só fêmea. Pode ter sido isto. Abraços e obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  20. Gilberto / RJ / Itaguai.18:31

    Meus parabens, execelente trabalho.
    Mas, que vc tenha muito cuidado e que respeite os seus limites e os limites dos animais que vc fotografa.
    Como disse antes, parabens e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  21. Mirael Pereira18:44

    Parabens pelas fotos vcs sao muitos corajosos espero que vcs continuem fazendo esse trabalho divulgando essas belas cobras gigantes Sao de pessoas assim que nos precisamos para podê manter e preserva a nossa fauna Porque hoje em dia e raro vc encontra um animal desse tamanho vivo Gostei muito novamente parabens

    ResponderExcluir
  22. Anônimo19:04

    Me fala o nome do rio, assim poço pagar a viagem/passeio para meu chefe. Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Anônimo19:36

    voce esta parabém voce e equipe nunca tinha visto uma voto tão real.

    ResponderExcluir
  24. Caraaaambaa você não ficou com medo?? Pois eu sinceramente acredito que não teria coragem!!! rsrs Parabéns Daniel, belo trabalho! E que Deus te proteja sempre! rsrs bjus

    ResponderExcluir
  25. joão b rodrigues07:21

    parabems pelas fotos e filme eu acredito no tamanho pois moro as margens do rio juruena e ja tive a oportunidade de ver uma dessa ai de tamanho semelhante na verdade foram duas grandes em locais diferentes do rio, são lindas e merece respeito.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo10:53

    Olá Daniel,
    Em primeiro lugar, parabéns pela coragem e pelas imagens. Vc não acha que essa exposição toda dessas fotos e filmagens pode levá-las ao perigo?? Alguém sem respeito pelos animais, de alguma forma machucá-las??? Esse medo vem da falta de informações sobre o nível de perigo sobre essa espécie.
    Obrigada pela atenção e boa sorte nos próximos trabalhos.
    Claudia Alves - São Paulo - SP

    ResponderExcluir
  27. Boa tarde Claudia Alves, tudo bem? Grato pela sua visita. Existe um lema já bastante "batido" no meio ambientalista, que diz que é necessário "conhecer para preservar". Ou seja, difundir conhecimentos, informações e imagens sobre nossa fauna é a melhor maneira de tornar nossos bichos conhecidos e estimular as pessoas a respeitá-los e quererem sua proteção. Obviamente, isto tem que ser feito da forma correta. Por exemplo, atitudes como a captura e manipulação de animais (como se vê em alguns programas da TV) são um desrespeito e até mesmo um crime, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais brasileira. Espero ter esclarecido suas dúvidas!

    ResponderExcluir
  28. Anônimo09:41

    caraca mano parabens mais eu nunca imiginaria que teria cobras desse tamanho serio mesmo isso e extraordinario

    ResponderExcluir
  29. Anônimo09:41

    caraca mano parabens mais eu nunca imiginaria que teria cobras desse tamanho serio mesmo isso e extraordinario

    ResponderExcluir
  30. 42 metros essa foi mal
    ela chega o maximo 12 metros ate agora registrado menos menos

    ResponderExcluir
  31. Olá "serviços", obrigado pela visita ao blog. Peço que leia o seguinte trecho da postagem:
    "... prosseguimos com as atividades e os encontros com estas serpentes foram se sucedendo. A tal ponto que, após a sexta sucuri avistada, passamos a computar nosso sucesso em metragem total de sucuris (42 metros, até o momento)."

    Ou seja, fizemos uma brincadeira de SOMAR todas as sucuris que avistamos, e não afirmando que vimos uma sucuri de 42 metros!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  32. Josy Gabrell10:44

    Nossa homem de deus que coragem em amigo voce esta de parabens pelas fotos lindas e corajosas,continue assim postanto belas fotos e tomando bastante cuidado em trabalho meio perigoso esse seu.


    Beijos se cuide!!!

    ResponderExcluir
  33. ELISVALDO00:08

    VIDA DE FOTOGRAFO IMAGINO NÃO É FÁCIL NÉ MESMO! COMO VOCÊ MESMO DISSE QUE TIVERAM QUE PASSAR POR MUITOS OBSTÁCULOS COMO CACHOEIRA,ÁRVORES CAÍDAS E COM INSTRUMENTOS PESADOS E CAROS, TODAS ESSAS DIFICULDADES PROVAM QUE PARA MOSTRAR AS NOSSAS RIQUEZAS NATURAIS, MOSTRAR PARA AS PESSOAS AFIM DE PRESERVAR NOSSA FAUNA E FLORA CADA OBSTACULO É COMPENSADO COM LINDAS E DESLUMBRANTES CRIATURAS COMO ESSA COBRA INCRÍVEL GERADA PELA NATUREZA.SÓ TENHO Á DESEJAR MUITA SORTE E DIZER QUE NO MUNDO EM QUE VIVEMOS PESSOAS COMO VOCÊS SÃO "ANJOS".

    ResponderExcluir
  34. Anônimo20:33

    Queria ver de pertinho tambem

    ResponderExcluir