sábado, junho 24, 2006

No Pantanal é assim...


Pantanal, alguém na escuta? | FOTO: © Daniel De Granville, 2006


Imagine-se acordando às três e meia da madrugada, tomando um café rápido e saindo – ainda no escuro – em um carro 4x4 tipo militar fabricado na década de 1940. O destino? Um lugar que você não sabe ainda se é possível chegar. Quando volta? Teoricamente hoje à noite, mas...

Por isto, traga tudo o que pode ser necessário: além do material “normal” de trabalho (no meu caso, toda a parafernália fotográfica), lembre-se da bateria reserva, macaco, corrente, lanterna, pedaços de tábua para desatolar o carro, pá, comida, redes de dormir, mosquiteiros, roupas, água, rádio, combustível, lona.



Mãe e filhote de veado-campeiro | FOTO: © Daniel De Granville, 2006


Pesadelo? Sacrifício? Não, é somente mais um sensacional dia fotografando o Pantanal! Estou baseado na Fazenda Rio Negro, logo após ter feito exatamente o programa descrito acima, realizando um trabalho de fotografia para a Conservação Internacional (CI-Brasil), onde registro as RPPNs da região para publicação de um catálogo. Hoje foi o último dia, quando fotografei os lugares que faltavam.



Atravessando o Pantanal no meio da noite... | FOTO: © Daniel De Granville, 2006


Sim, é trabalho, os dias são longos, é cansativo e exige muito espírito de aventura e bom humor. Mas propicia momentos indescritíveis, que me fazem sentir privilegiado e realizado. Primeiro, porque as paisagens e cenas e bichos que tenho a chance de ver são sensacionais. Segundo, porque as pessoas que tenho contato para realizar o trabalho são tão bacanas quanto o lugar! Passar horas longe de qualquer sinal de civilização, almoçando na beira de uma baía ao som das aves e contemplando a paisagem – tudo isto faz muito bem. Mesmo que na volta o carro atole na lama e eu seja devorado pelos mosquitos enquanto ajudo o companheiro a resolver a situação...



Devorando a "matula". Faltou a colher? Não tem problema, faz uma na hora com a folha do caraguatá. | FOTO: © Daniel De Granville, 2006



* Vale explicar que estas coisas acontecem apenas em ocasiões especiais de trabalho. Quem pretende visitar o Pantanal a passeio certamente receberá o mesmo tratamento hospitaleiro característico daqui, e ao mesmo tempo terá muito mais conforto para visitar a região com tranqüilidade e segurança.




FOTO: © Daniel De Granville, 2006

2 comentários:

  1. Pô, De Granville!

    Massa esse blogue, heim? Continua aí que já inclui nos meus links de leitura diária.

    Abraço

    Michael

    ResponderExcluir
  2. Tasso Medeiros18:39

    Grande Daniel!!

    Com certeza você é um dos que realmente doa sangue pelo Pantanal!!
    Parabéns pelo maravilhoso trabalho que vem realizando. Continue assim que seus amigos estarão sempre aqui torcendo por ti.

    E viva o Pantanal!!

    Abraço

    Tasso

    ResponderExcluir