sexta-feira, abril 02, 2010

O dia em que eu ensinei
Indiana Jones a montar a cavalo

.
.... e eu tendo que dar aulas de montaria a ele...


Esta semana o blog bateu um recorde chato: o mais longo período sem postagens... Geralmente isto acontece quando estou no meio do mato sem acesso à internet, mas desta vez é porque tenho concentrado meus trabalhos no escritório. Nada muito empolgante para escrever, sentado aqui em frente ao monitor... Então, vamos compensar com uma postagem divertida contando uma história que aconteceu 14 anos atrás.

Era algum dia de 1996. Eu trabalhava no Refúgio Ecológico Caiman (Pantanal) quando recebemos a notícia de que o ator Harrison Ford viria passar uns dias hospedado com sua família. O agito foi enorme, tivemos de montar uma verdadeira operação estratégica para garantir o conforto e sossego de nosso ilustre Indiana Jones. Sabíamos que haviam passado por Bonito e sentiram-se meio incomodados com o assédio da imprensa e dos curiosos, então nossa responsabilidade era ainda maior.

Nosso ilustre hóspede em meio à equipe da Caiman.
Foto de autoria desconhecida, 1996


Conosco não foi diferente: o telefone não parava de tocar, com direito a falsos jornalistas falando um inglês prá lá de macarrônico, dizendo-se “membro da equipe” do ator e solicitando autorização para entrar na fazenda. Outros se aglomeravam na porteira, esperando uma brecha para conseguir um furo de reportagem. Nada feito...

Como coordenador dos guias na época, fui designado a acompanhar Mr. Ford em suas saídas de campo. E então chegou o dia do passeio a cavalo!

Imagine a cena: Indiana Jones em cima de um cavalo pantaneiro, eu no chão ajeitando seus estribos e passando as instruções-padrão de segurança e procedimentos. Enquanto falava, meio constrangido com a situação surreal, me passava pela cabeça as imagens do nosso aventureiro-mor atravessando a galope pontes em chamas sob uma saraivada de flechas, sem nem se preocupar com o abismo quilométrico lá em baixo.

Meu pensamento foi interrompido subitamente por aquele sorrisinho de canto de boca que ele faz nos filmes, seguido da frase bem humorada: “rapaz, você está falando com um cowboy do Wyoming!”. Foi hilário, todos do grupo caíram na gargalhada (incluindo eu), mas tive que cumprir o protocolo para depois sairmos. Não a galope por pontes pegando fogo, mas cavalgando a passo pelos campos pantaneiros e observando os bichos. Foi um momento memorável, não apenas por eu estar conduzindo o caçador de arcas perdidas, mas pelo fato de Harrison Ford ser um conhecido conservacionista, que havia vindo ao Pantanal para ver suas belezas e auxiliar na sua proteção.

Deixando de lado o passado de intrépidas aventuras, é bom ver um personagem tão influente dedicado à conservação ambiental - pelo menos alguma coisa nós temos em comum :-)


Assista abaixo ao vídeo em que o ator depila o peito em prol da conservação de nossas florestas.
.
.
(Postagem dedicada ao José Sabino!)
.

3 comentários:

Camila Hareide disse...

Excelente! Pena que eu ainda nem conhecia a Caiman naquele tempo...

beijo

Daniel De Granville disse...

Verdade, Camélia. Mas você conheceu toda essa turminha aí da foto, não? Beijos e boa Páscoa : -)

Mauricio disse...

Bem legal a matéria Daniel !!! Antes do H.Ford seguir para a Caiman ele esteve aqui em comandatuba para a entrega do 1° Prêmio Henry Ford da C.I..Foi por causa dessa visita dele que eu vim pra cá trabalhar e depois, se não me engano em Junho de 1997 vc veio com o pessoal do IEB e nos conhecemos. Daí no ano seguinte, 1998 eu fui trabalhar na Caiman com vocês, que legal , coincidências ecoturísticas daquela época. Abraços,
Mau mau