quinta-feira, novembro 30, 2006

Dando Sangue pela Natureza

.
.
. Um "lote" de micuins, a fase jovem (larval) do famoso carrapato
FOTO © Marja Milano, 2006


Estes são alguns registros das situações que fazem parte do dia-a-dia dos fotógrafos de natureza e pesquisadores, personagens que se dedicam com afinco a colher e divulgar imagens e informações sobre nossos bichos, plantas e paisagens!

Maaaaaaaais micuins...
FOTO © Tietta Pivatto, 2006


“Mas não existe repelente?”. Até existe; vira e mexe a gente ouve falar de alguma fórmula caseira “milagrosa” para combater estas criaturas indesejáveis. Algumas funcionam, mas outras... Um dos cuidados que se deve ter é com relação a substâncias químicas que podem atacar partes plásticas dos equipamentos de campo (câmeras, binóculos, etc), além de produtos que podem ser muito fortes e comprometer a sua própria saúde ou causar reações alérgicas (portanto, é sempre bom testar antes de ir a campo).

... um pouquinho de mosquitos...
FOTO © Daniel De Granville, 2006


“E doenças transmissíveis?”. Sim, esta também é uma preocupação importante para quem trabalha em ambientes naturais, portanto deve-se sempre buscar previamente informações sobre a localidade para onde se pretende ir, incluindo a necessidade de vacinas, medicamentos e outros cuidados adicionais.

Mas também temos que ter muito bom-senso para não nos tornarmos paranóicos quanto a estas coisas – afinal, já bastam as neuras urbanas de assalto, poluição, acidente de carro... Na natureza os perigos são bem menores, e os prazeres são indescritíveis!

... e o que os micuins deixam pra trás depois da festa.
FOTO © Daniel De Granville, 2006



SAIBA MAIS:

Núcleo de Medicina de Viagem da UFPE


Medicina do Viajante
.
.
.

2 comentários:

  1. CARRAPATO - Micuins, estrela, vermelhinho, pólvora, entre outros nomes que esse acarino recebe, tem sua função na natureza (como todos os seres vivos no planeta terra). Alimenta-se de sangue em todo o seu ciclo de vida. Eles servem de alimento para outros animais, como as aves. Uma outra função que ele exerce, mas de uma forma passiva e indereta, é de propiciar o comportamento social em macacos - o grooming - onde eles se catam respeitando a hierarquia do grupo.
    Além dessas funções, ele exerce uma ótima função de "cão de guarda" das matas, desencorajando os mais sensíveis ou alérgicos e irritando os mais valentes.
    Enfim, após essa dieta toda baseada em sangue de diversos animais, fiquei pensando na torta de limão que está postada logo abaixo dos carrapatos!!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Tietta23:10

    Além de toda essa função ecológica que o Alexandre nos ensinou, temos que lembrar também da função de lazer... Sim, pois após as aventuras na floresta, vem o descanso na rede, procurando carrapato, coçando enquanto se assiste a passarada... Tudo tem que ter um lado bom, até o carrapato!!!
    Daniel, e sobre os bernes, bicho de pé, bicho geográfico, você não conta nada? ;-p)

    ResponderExcluir